“ORDEM”, DE LEUSA ARAUJO: VIOLÊNCIA SIMBÓLICA E O INSUCESSO DA BILDUNG EM TEMPOS DE DITADURA CILVIL-MILITAR

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v5i01.2568

Resumo

Leusa Araujo escolheu o passado histórico da Ditadura Civil-Militar (1964-1985) como cenário para a narrativa juvenil do seu romance Ordem, sem lugar, sem rir, sem falar. Por ser uma obra voltada ao público juvenil, Leusa Araujo amplia o olhar para além da condição daqueles que sofreram a experiência física da tortura e do assassinato, abarcando os dilemas afetivos de um personagem cuja transição da infância à adolescência ocorre justamente nos anos de chumbo da Ditadura. Por isso, o objetivo deste artigo foi realizar uma abordagem crítica ao romance a partir da noção de Bildungsroman. O termo Bildungsroman surge associado à obra Os anos de aprendizado de Wilhelm Meister (1795-1796), de Goethe (1749-1832), e tem sido importante para compreensão da produção literária juvenil contemporânea, conforme estudos de Delbrassine (2006) e Cruvinel (2009). Partindo do pressuposto do caráter dinâmico do Bildungsroman (MAAS, 2000), este artigo norteia-se pela hipótese de que o romance de Leusa Araujo subverte e problematiza o processo de formação, optando pelo insucesso da Bildung do protagonista. Acreditamos que isso ocorre devido a figuração da própria memória autoritária da Ditadura Civil-Militar, de modo que para fazer a comprovação, também recorremos à noção de violência simbólica de Bourdieu (1989; 2003).

Palavras-Chave: Literatura juvenil. Leusa Araujo. Bildungsroman. Ditadura Civil-Militar. Violência simbólica.

Biografia do Autor

Rafael Lucas Santos Silva, Universidade Estadual de Maringá - UEM

Realiza doutoramento na área de Estudos Literários, na Linha de Pesquisa Literatura e Historicidade, pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Estadual de Maringá (UEM). É Mestre em Letras (UEM), com dissertação intitulada A insígnia de medalhão nos contos de Machado de Assis pelo prisma do Materialismo Lacaniano. Possui Graduação em Letras Português/Espanhol e Respectivas Literaturas na Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, Campus de Foz do Iguaçu.

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

SILVA, R. L. S. “ORDEM”, DE LEUSA ARAUJO: VIOLÊNCIA SIMBÓLICA E O INSUCESSO DA BILDUNG EM TEMPOS DE DITADURA CILVIL-MILITAR. REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 5, n. 01, p. 94-114, 2021. DOI: 10.18817/rlj.v5i01.2568. Disponível em: https://www.ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2568. Acesso em: 26 set. 2021.