A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DO “SERINGUEIRO/A ACREANO/A”: UMA ANÁLISE DOS ENUNCIADOS PRODUZIDOS POR ESSE SUJEITO

Autores

  • Airton Santos de Souza Junior UFAC

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v5i01.2521

Resumo

Ao compreendermos o fenômeno da linguagem enquanto a habilidade que nos permite nos comunicarmos por meio de uma língua (MARTELLOTA, 2012), somos levados ao fato de que a linguagem é uma capacidade unicamente humana (CHOMSKY 1980, 2014; FIORIN, 2015; GUSDORF, 1976; KAIL, 2013; KUHL; DAMASIO, 2014). Capacidade esta que, segundo Hall (2016), encontra-se atrelada não somente à comunicação, mas nos permite ainda representar ao outro a forma como encaramos o mundo à nossa volta, nossos valores, costumes, cultura e identidades. Nesse sentido, entendendo a linguagem como uma prática social historicamente situada, tendo sua realização concreta e efetiva por meio do enunciado produzido em contextos reais de uso e interação (BAKHTIN, [1979] 2011; BRAIT, 2014; MOITA LOPES, 2006; VOLÓCHINOV, 2017), propomos como objetivo deste estudo analisar, por meio da Linguística Aplicada (LA) transdisciplinar/indisciplinar (MOITA LOPES, 2006), o que os enunciados presentes numa entrevista organizada por Luisa Galvão Lessa (2002) junto a “seringueiros/as acreanos/as” podem fornecer em relação às representações construídas acerca do conjunto de práticas, identidades e cultura do/a “seringueiro/a acreano/a”. Para isso, realizamos uma pesquisa de natureza qualitativa (SILVA, 2015), nos valendo de uma abordagem documental indireta (MARCONI; LAKATOS, [1983] 2012), tendo como fonte a obra A linguagem falada no vale do Juruá. Dessa forma, esse trabalho nos possibilitou, entre outras coisas, perceber a necessidade que há em se explorar a identidade do “seringueiro/a acreano/a” a partir dos enunciados produzidos pelos sujeitos denominados através desse termo, direcionando nossa atenção para o posicionamento dos sujeitos em relação às identidades.

Palavras chave: Seringueiro/a acreano/a. Linguagem(ns). Identidade(s). Representação(ões).

Biografia do Autor

Airton Santos de Souza Junior, UFAC

Possui graduação em Letras Português e suas respectivas literaturas pela Universidade Federal do Acre (UFAC), mestrado em Letras pelo programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagem e Identidade da UFAC. Atualmente é doutorando no Programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagem e Identidade. Atua como professor de Língua Portuguesa da educação básica no Estado do Acre; é integrante do grupo de pesquisa GEADEL (Grupo de Estudo em Análise do Discurso e Ensino de Línguas) da UFAC e pesquisador no Grupo de Estudos do Léxico e Narrativas da Amazônia Legal - GELNAL. Atuou como professor substituto da área de Linguística/Língua portuguesa na Universidade Federal do Acre entre 2019 e 2020. Foi bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Cientifica PIBIC/CNPq, com foco na área de Linguística-Dialetologia, também bolsista (Voluntário) do Programa de Educação Tutorial em Letras (PET-Letras), da Universidade Federal do Acre, e bolsista do Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID/UFAC) durante um ano e três meses (2014/2015). Possui experiência na área de Letras com interesse nos campos dos Estudos Linguísticos e Literários.

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

DE SOUZA JUNIOR, A. S. . A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DO “SERINGUEIRO/A ACREANO/A”: UMA ANÁLISE DOS ENUNCIADOS PRODUZIDOS POR ESSE SUJEITO. REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 5, n. 01, p. 291-309, 2021. DOI: 10.18817/rlj.v5i01.2521. Disponível em: https://www.ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2521. Acesso em: 26 set. 2021.