CÉLIO IN THE SKY WITH DIAMONDS: HIV/AIDS E MORTE EM UM POEMA DE ANGÉLICA FREITAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v5i01.2519

Resumo

Para além de seus contornos biomédicos, a questão do HIV/aids marca presença em diversas linguagens artísticas, inclusive na literatura, principalmente nas mais distintas vertentes da prosa. O presente trabalho parte da importância de Tente entender o que tento dizer (Bazar do Tempo, 2018), antologia poética voltada ao HIV/aids, e também da potencialidade de investigação sobre a temática na poesia contemporânea brasileira. A partir de interpretação do poema “Célio no céu, com toda a sorte de pedras preciosas”, da poeta gaúcha Angélica Freitas, consideramos que o tema é trazido a partir de uma realidade das primeiras décadas da epidemia, trando com leveza e sem moralismos temas como a morte e e o sexo. 

Palavras-chave: HIV/aids. Angélica Freitas. Poesia contemporânea brasileira.

Biografia do Autor

Leandro Noronha da Fonseca, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS)

Mestrando em Letras pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campus Três Lagoas (UFMS/CPTL) e bolsista CAPES.  

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

NORONHA DA FONSECA, L. CÉLIO IN THE SKY WITH DIAMONDS: HIV/AIDS E MORTE EM UM POEMA DE ANGÉLICA FREITAS . REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 5, n. 01, p. 275-290, 2021. DOI: 10.18817/rlj.v5i01.2519. Disponível em: https://www.ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2519. Acesso em: 26 set. 2021.